Página inicial
Cinemática
Fluidos


Fenômeno

A aceleração da gravidade faz-se presente em qualquer ponto em volta da Terra e até em seu interior. A direção da aceleração é radial e o sentido é para o centro do planeta. Sempre que deixamos cair um objeto ou o lançamos para cima, a aceleração da gravidade acelera-o em direção ao solo. Nas proximidades da superfície da Terra, o módulo da aceleração da gravidade tem o valor aproximadamente constante de 9,8 m/s2.

Talvez a coisa mais importante sobre a aceleração da gravidade é que ela é a mesma para todos os corpos, independente de suas massas. Isso significa que se deixarmos cair de uma mesma altura dois objetos quaisquer, de massas diferentes, eles deveriam chegar ao solo exatamente no mesmo instante de tempo. Mas é isso o que observamos na prática? É claro que não. Experimente soltar uma pena e um martelo simultaneamente de uma mesma altura que você não terá dúvidas de que o martelo chegará primeiro ao solo.

O homem que primeiro compreendeu corretamente o fenômeno da queda livre foi o italiano Galileu Galilei (1564 – 1642). Com seus estudos sobre o rolamento de esferas sobre planos inclinados, que é uma forma lenta de queda livre, Galileu provou que todos os corpos caem com a mesma aceleração. O fato de não observarmos isso no dia a dia, concluiu Galileu, é conseqüência da resistência do ar que tem maior influência sobre o movimento de corpos mais leves.

Ainda hoje muita gente não acredita que objetos como um martelo e uma pena possam cair com a mesma aceleração. Pois bem, se você também não acredita, então veja o seguinte experimento realizado pelo astronauta David Scott em agosto de 1971, durante a missão Apolo 15. O experimento foi conduzido na Lua, lugar onde não há atmosfera e, portanto, a queda dos corpos não pode ser afetada pela resistência do ar.

Vídeo

Fonte: "O Martelo e a Pena", YouTube

Referências

Wikipedia: Gravidade


Início